sábado, 29 de outubro de 2011

Sakuras - As Flores do Limiar da Vida

Sakura (kanji : ou ; hiragana: さくら) é o nome japonês dado às cerejeiras em flor, pertencentes à espécie Prunus serrulata. Dão menos frutos que a Cerejeira ácida e a Cerejeira doce. As Cerejeiras são nativas de muitos países asiáticos, inclusive Japão, Coreia e China. O Japão tem uma grande variedade de cerejeiras (sakura); bem mais de 200 cultivares lá se acham.

No Japão, a sakura também simboliza as nuvens, dado que elas desabrocham em massa, além de serem duradouras metáforas da natureza efêmera da vida,um aspecto da tradição cultural japonesa que é frequentemente associado com a influência budista, e que é encarnado no conceito de mono no aware (saudade da beleza que passa). A associação da sakura com mono no aware remonta ao estudioso do século XVIII Motoori Norinaga. A transiência das flores, sua extrema beleza e rápida morte, foi frequentemente associada com a mortalidade; por esta razão, sakura tem um rico simbolismo, e são bastante usadas na arte japonesa, mangá,animê, e filmes, assim como durante apresentações musicais pelo efeito ambiente. A banda kagrra, que é associada com o movimento  visual kei, é um exemplo desse último fenômeno. Há pelo menos uma canção popular, originalmente feita para tocar com shakuhachi (flauta de bambu), intitulada "Sakura", e várias canções j-pop. A flor é também representada em todo tipo de produtos no Japão, inclusive kimonos, materiais de papelaria, e peças para cozinha e mesa. A sakura é um amuleto de boa sorte e é também um emblema de amor, afeição e representa a primavera.





Nas suas empreitadas coloniais, o Japão imperial frequentemente plantava cerejeiras como forma de "reclamar aquele espaço como território japonês". Durante a Segunda Guerra Mundial, a sakura foi usada para motivar o povo japonês, para acender um espírito nacionalista e militarista dentre a população.Pilotos japoneses pintavam-nas nas laterais dos seus aviões antes de embarcar numa missão suicida, ou chegariam a levar ramos da árvore consigo.Uma sakura pintada na lateral de um bombardeiro simbolizava a intensidade e a efemeralidade da vida; desta forma, a associação estética foi alterada de tal modo que a queda das pétalas de sakura veio a representar o sacrifício dos jovens em missões suicidas para honrar o imperador.O governo chegou a encorajaro povo a acreditar que as almas dos guerreiros abatidos eram reencarnadas nas flores. 

Tudo começou…
Conta a lenda que uma princesa desceu dos céus e aterrissou em uma cerejeira. Acredita-se então que o nome sakura, na verdade, é derivado do nome da princesa Konohana Sakuya Hime, que significa “a princesa da árvore de flores abertas”. Outros dizem que o nome da planta tem sua origem no cultivo de arroz e sua divindade (Sa). A segunda parte do nome, sakura, faria referência à sua morada.

Sakuras e os Samurais: O desenho da flor de cerejeira tem seu significado no Bushido, o código dos samurais. O florescer da árvore de cerejeira é a mais pura manifestação de beleza na cultura japonesa, entretanto a flor se enfraquece rapidamente e é espalhada pelo vento. A essência de Bushido, ou o Modo do Guerreiro, o verdadeiro Samurai vive se conhecendo diariamente. O lema de um samurai é, "Viva o presente sem medo". A flor de cereja como desenho de tatuagem é uma lembrança poderosa que a vida é passageira e nós temos que viver o presente e apreciar todo momento vivido. . . "


Postar um comentário